Headlines

EDUCAÇÃO E SAÚDE

CÂMARA DE LIMOEIRO

CULTURA POLITICA E REGIÃO



Homenagem ao Ator, Diretor e Produtor Cultural, será entre aos familiares na noite do dia 1º de Dezembro durante a premiação do Festel.

            A Companhia de Eventos Lionarte, já definiu quem será o homenageado do 16º FESTEL – FESTIVAL DE TEATRO DE LIMOEIRO em 2018. Ator, Diretor e Produtor Cultural, Zácarias Gouveia de Lima, conhecido em todo estado como Zácaras Garcia, foi o escolhido e será a primeira homenagem in memoriam, que o Festival prestará.
Com cerca de 30 anos dedicados ao fazer teatral e a cultura de modo geral, Zácaras era um nome conhecido em todo estado por sua atuação politica cultural.  Presente em importantes projetos culturais realizados desde a capital até o interior; em seu histórico foi responsável pela fundação do “Grupo Teatral Psicoteatria” e do “Grupo Teatral Acaso”. Além de cerca de 20 trabalhos como ator e diretor, entre espetáculos e filmes. Foi presidente da Federação de Teatro de Pernambuco – FETEAPE, por dois mandatos. E participou de inúmeros festivais, dentro e fora do estado, aos quais em muitos integrou a equipe de Coordenação, a exemplo do FESTEL.
Parceiro antigo da Lionarte, Zácaras Garcia chegou a Limoeiro em meados de 2005 para desenvolver atividades de produção junto à companhia. A partir dai durante quase dez anos, o dia a dia de Zácaras foi dedicado à vida Limoeirense, onde fixou residência, e por duas gestões integrou a equipe da Prefeitura de Limoeiro, na pasta da Secretaria de Cultura e Juventude, na função de Assessor, e contribui no surgimento de relevantes ações para sociedade Limoeirense.
Assim, em forma de reconhecimento aos serviços prestados por Zácaras Garcia, com dedicação, responsabilidade, determinação e, sobretudo compromisso a produção cênica cultural de Limoeiro e de todo Estado de Pernambuco, é que a Companhia de Eventos Lionarte, presta esta justa e honrada homenagem.

“O 16º FESTEL - FESTIVAL DE TEATRO DE LIMOEIRO, acontecerá no período de 23 de novembro a 1º de Dezembro de 2018, com espetáculos acontecendo de FORMA GRATUITA, com programação para criança, jovens e adultos, e para população em geral. Em especial os estudantes, pois sabemos da importância de ofertamos aos jovens condições de expressar os seus conhecimentos pela interdisciplinaridade dentro dos nossos educandários, pois novas formas de ensino precisam ser definidas e experimentadas e nada melhor que o teatro para abrir essa possibilidade dentro do âmbito educacional, onde estaremos proporcionando o enriquecimento da nossa cultura através da Arte-Educação.” Afirma Radaméis Moura, Coordenador Geral do FESTEL.
Para a edição 2018, o FESTEL conta com o apoio da Prefeitura de Limoeiro/Secretaria de Cultura, Turismo e Lazer, FACOL, Zé de Nena, Trevo Piso e Revestimento, Colégio 3º Milênio, Lapon, Grande Hotel Limoeiro, além de outros parceiros que estão aderindo a este projeto de intercâmbio cultural e formação de plateia.
As Escolas e Educandários interessados em trazer suas turmas para prestigiar nossa programação o agendamento e maiores informações podem ser feitas através do endereço lionarte@gmail.com.

por Luiz Pereira Neto 

Centro atacadista passa abrir aos domingos a partir de domingo (4/11)

A partir do próximo domingo (4/11), o Moda Center Santa Cruz antecipa a sua abertura e realização de feiras. Na alta temporada, que vai até o fim de dezembro, o maior centro atacadista de confecções do país abre aos domingos e segundas-feiras para receber clientes de todas as regiões que vão a Santa Cruz do Capibaribe adquirir produtos com alta qualidade e preço competitivo para comercializarem no fim do ano. A expectativa, segundo a administração do parque, é que haja um aumento de fluxo de 10% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em dezembro, por conta das festas de fim de ano, haverá feiras excepcionalmente nos dias 22 e 23 (sábado e domingo). A última feira do ano acontecerá no dia 28 (sexta-feira). Não haverá feira no dia 29 de dezembro devido ao feriado municipal em comemoração à Emancipação de Santa Cruz do Capibaribe.

O Moda Center Santa Cruz reúne mais de 10 mil pontos comerciais (9.672 boxes e 707 lojas), entre lojas e boxes, onde é comercializado um mix de produtos variados – roupas e acessórios – com foco principal no atacado. O local recebe clientes de todo o País, com predominância dos estados do Norte e Nordeste. Nos últimos anos, tem crescido a procura de compradores vindos do Centro-Oeste e, mais ainda, do Sudeste, a exemplo dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A sua estrutura é composta por seis módulos, que ocupam uma área coberta de 120 mil m², construída num espaço de 32 hectares. O parque disponibiliza seis praças de alimentação com restaurantes e lanchonetes, rede própria de hotéis e dormitórios com mais de dois mil leitos, posto ambulatorial, caixas eletrônicos, banheiros, fraldários, carrinhos de compras, sistema de som e TV e circuito interno de segurança. Disponibiliza, ainda, aplicativo gratuito para smartphone que serve como um guia para os frequentadores e uma vitrine virtual para os lojistas. Para utilizar o app, além de fazer o download em uma app store (Android ou iOS), é necessário preencher um pequeno cadastro com dados simples e número do celular. Entre as suas principais funcionalidades estão a busca de produtos por segmento e por estabelecimentos, além de contato direto com os lojistas e donos de boxes.
Gustavo Carneiro Leão, presidente da Agência, fala que a governança metropolitana prevê soluções integradas para a Região Metropolitana do Recife

 
A Agência Condepe/Fidem, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco, foi representada por Gustavo Carneiro Leão, presidente da Agência, que ministrou palestra inaugural, na manhã desta terça-feira (30), durante o Seminário sobre a Gestão Consorciada de Resíduos Sólidos Urbanos na Região Metropolitana do Recife (RMR) no Contexto das Mudanças Climáticas, promovido pela Secretaria das Cidades do Estado (Secid). O evento reúne, até amanhã (31), no auditório do Centro de Artesanato de Pernambuco, no bairro do Recife, especialistas, autoridades e representantes dos municípios que integram essa região para debaterem a questão dos resíduos sólidos.

O evento objetiva promover a discussão sobre a questão dos resíduos sólidos na RMR, a partir dos estudos que vem sendo realizados pela Secid, entre eles o Estudo de Concepção de Coleta Seletiva, Tratamento e Disposição em Aterro Sanitário para o sistema Metropolitano de Resíduos Sólidos e o Plano Metropolitano de Resíduos Sólidos, além da elaboração do Programa da Coleta Seletiva, da parceria com o Ministério das Cidades.

Gustavo Carneiro Leão participou do Painel Governança e Gestão Consorciada de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) na RMR com Baixas Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Ele abordou o tema Governança Metropolitana de Pernambuco. Em sua fala, o gestor destacou a importância de se pensar nas soluções para os problemas das cidades metropolitanas de forma integrada e participativa.


Em seu relato, mostrou um breve histórico evolutivo do Sistema Gestor Metropolitano, cujo primeiro modelo surgiu na década de 70, passando pela instituição de diversas leis federais e estaduais, que tratam do tema e das questões metropolitanas, entre elas o Estatuto da Metrópole. “Essa talvez tenha sido a ação mais efetiva do Estado em favor do enfrentamento dos problemas metropolitanos de forma integrada e solidária”, ressaltou o presidente.

Ele explicou que no início deste ano, foi instituído por lei estadual, o atual Sistema Gestor Metropolitano, que tem a base em um Conselho de Desenvolvimento Metropolitano (CDM), onde a sociedade tem um papel muito participativo. “Este novo modelo de gestão e de planejamento está em sintonia coma ideia de prevalência do interesse comum e requer uma postura mais solidária com relação ao enfrentamento dos problemas por parte dos gestores municipais”, registra Gustavo.

Outro ponto destacado pelo presidente é de que a Agência Condepe/Fidem, que desempenha o papel de Secretária executiva deste CDM, vem trabalhando na elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI). O Plano é um instrumento legal e permanente de planejamento e estabelecerá as diretrizes dos projetos e ações para orientar o desenvolvimento urbano e regional, no âmbito metropolitano. “Este plano norteará o compartilhamento de organizações administrativas com relação às funções públicas de interesse comum, entre elas, o saneamento, onde está localizada a questão dos resíduos sólidos”. Por fim, elogiou o trabalho das equipes da Agência Condepe/Fidem, que tem atuado desde décadas com relação aos temas metropolitanos.

Ainda neste painel, palestraram a secretária-executiva da Secid, Ana Gama, que tratou do tema Estudo da Gestão Consorciada de RSU na RMR; e equipe do projeto Proteger, que falou sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos e baixas emissões de Gases de Efeito Estufa. Em seguida, foi realizada uma discussão em relação à política metropolitana integrada para resíduos, no contexto das mudanças climáticas. Entre os presentes estavam, o prefeito do município de Moreno, Edvaldo Rufino Rufino, o secretário de Meio Ambiente, Carlos Cavalcanti, os secretários executivos da Secid, Fernando Freire (Projetos Especiais) e Sílvio Bom Pastor (Articulação Institucional e Captação de Recursos, o presidente da CPRH, Eduardo Elvino,  diretores de diversas entidades,  entre outros.

SEMINÁRIO – Dentro da programação do evento, na tarde de hoje (30), teve início a Oficina de Sensibilização - Gestão Consorciada de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) na RMR com baixas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Nesta quarta-feira (31), pela manhã, a oficina será retomada para a sua finalização. Na parte da tarde serão apresentadas ações desenvolvidas pela iniciativa privada na RMR, incluindo informações sobre Parceria Público Privada (PPP) e discussões sobre o tema. Ao final, haverá uma avaliação do seminário a ser realizada pelos participantes e a elaboração de agenda posterior ao evento.
Os médicos vinculados à rede municipal do Recife, em greve há 40 dias, realizam nesta quarta-feira, 31/10, às 09h, na Associação Médica de Pernambuco, no bairro da Boa Vista, uma Assembleia Geral (AGE), de avaliação e deliberação sobre o movimento grevista. Os médicos estão insatisfeitos com a falta de respostas por parte da  Secretaria Municipal de Saúde, em relação ao cumprimento do Termo de Compromisso, assinado no mês de janeiro passado. 
De acordo com o Sindicato dos Médicos (Simepe), os pleitos abrangem melhorias na segurança das unidades de saúde, abastecimento de insumos e investimentos em medicamentos, na área de saúde mental, exames complementares equipamentos. A categoria  reivindica também que a questão remuneratória, através da Lei de Incorporação da Gratificação de Plantão e a equiparação salarial para com o Estado) seja de fato cumprida pela gestão do Recife. 
O atendimento às urgências e emergências está sendo mantido desde o começo da greve, ficando restrito a suspensão das atividades a todos os serviços eletivos, ambulatórios e postos vinculados ao Estratégia de Saúde da Família (ESF). 
Vale ressaltar que nesta terça-feira (30/10), a categoria realizou manifestação e ato público, em frente ao Centro de Saúde Professor  Monteiro de Moraes, Avenida Beberibe, em Beberibe. Eles denunciaram o descaso e a falta de diálogo com a gestão municipal.