Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Bianca Rinaldi, a “Maria” na Paixão de Cristo, fala sobre convivência familiar e dá dicas de beleza


folha limoeiro 00:52:00 0



Linda aos 41 anos, Bianca Rinaldi, um dos destaques da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém no papel de Maria, fala da sua experiência na encenação do espetáculo e sobre sua carreira. Mãe de gêmeas e casada há 14 anos,  ela revela que ainda pensa em ser mãe mais uma vez, conta como faz para conciliar a vida profissional com a convivência familiar, incluindo a criação das filhas e o relacionamento com o marido. Ela ainda compartilha seus truques de beleza. A Paixão de Cristo, realizada no município do Brejo da Madre de Deus (PE), vai até o próximo sábado, dia 26. Bianca. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site www.novajerusalem.com.br.


Como surgiu o convite para viver Maria?
Quando recebi o convite fiquei muito feliz. Mas foi através de uma pessoa que já tinha trazido outras atrizes pra cá e sabia do meu desejo de fazer esse papel. Assim que surgiu a oportunidade e claro, com a escolha de Robinson Pacheco, coordenador geral da Paixão de Cristo, me escolheram e fiquei muito emocionada. Mas feliz por viver Maria, um papel extremamente importante, marcante, que tá no imaginário de todo mundo é de uma responsabilidade muito grande fazer uma mulher tão pura, tão forte, guerreira e disponível para Deus. Estou amando.

Tem como se preparar para viver mãe de Jesus?

Eu tenho um certo receio de me preparar porque ela já está pronta. Eu tenho que ir através do texto que me é dado, com o figurino, com tudo. O personagem já está pronta, não tem muito o que fazer. Só tenho que trazer essa mãe, essa mulher forte, essa mulher dedicada, a fé que ela tem, o amor e a força de não desistir do que ela quer. Ela não quer a morte do filho, isso é o que eu trabalho assim para trazer a Maria. Mas ficar pesquisando muito sobre a Maria, se vou fazer assim ou assado, não dá. Nem convêm fazer isso. É uma afronta até a própria personagem que vem tão clara para todo mundo.

Sua fé aumentou depois do papel?
Não digo que ela aumentou, mas afirmo que ela se fortificou. Porque você estudar a palavra, crer, ter oportunidade que tenho de vivenciar esse momento é muito único. Só fortalece e fortifica minha fé.

Já vivenciou algum milagre?
Milagre vivenciamos todos os dias, só o fato de estar vivo, com saúde e livramento das coisas ruins que o mundo tem mostrado pra gente. Para mim estar vivo e feliz é um milagre e graças a Deus recebo isso todos os dias.

Como faz para perder a concentração do papel?
Essa bagagem eu trago desde a época que eu era atleta. Fui ginasta olímpica e você precisa ter um foco muito grande. Mas na ginástica olímpica por ser um esporte de muito risco, como exemplo tem a trave, que só tem 10cm e se você tiver um segundo de distração, você caí. Vem daí toda minha concentração, o esporte me trouxe muita coisa boa. Então isso para mim é um desafio, eu sou motivada aos desafios e de vencer todos que são colocados, por isso consigo ser bem concentrada.

Planos pós Paixão de Cristo.
Muita oração para estar aqui no próximo ano. Mas tenho um espetáculo que fiz há muito tempo atrás que se chama "Tudo de mim". É uma comédia romântica, estou começando a trabalhar nele para fazer o segundo semestre com estreia em São Paulo. 

Planos para maternidade?
Não sei. Tem momentos que tenho vontade, mas tem momentos que não. Hoje não é o momento pra isso, mas até aos 45 anos posso pensar. Mas para ter um filho hoje em dia tem que se pensar muito. O que você vai poder proporcionar, porque quero sempre proporcionar o melhor. Que mundo ele vai viver? Podemos ser egoísta ao ponto de "Ai quero ter um filho", e não pensar no depois. Ter um filho é fácil, criar é mais difícil. No momento tenho duas pequeninas para criar, pra ver crescer muito bem se Deus quiser e estou dedicada para elas.

Como é conciliar a vida familiar com a profissional?
Exige um exercício bem grande, mas que é uma delicia. Amo minha família, amo estar com eles. Amo meu trabalho e minha família sabe. Sabe que é importante para mim e me dão total apoio até as meninas que tem 6 anos procuram entender. Agora mesmo são duas semanas fora de casa. Um vem falar comigo no telefone, a outra se distancia e não fala nada. Ai eu falo: Beatriz, você tem que ver que a mamãe tá feliz de tá aqui trabalhando. É uma coisa que eu amo, Você tem que ficar feliz também, eu fico feliz quando você vai brincar com suas amiguinhas. Então o momento que a gente tem para conversar, vamos aproveitar, por que se não esse momento passa e você não vai falar com a mamãe vai ficar brava. Sou muito verdadeira com elas, porque o trabalho é importante para mim. Consigo conciliar sim, tenho ajuda do meu marido que tá sempre disponível, uma baba muito boa, que me ajuda muito com as meninas e em casa. Você tem que formar sua equipe bem estruturada e ter organização, pois se não tiver, não vai.


Como cultiva tão bem um relacionamento de 14 anos?
Muita conversa. Eu e o meu marido conversamos muito sobre nós. Procuramos sempre dá um toque um no outro quando estamos mais distante pelo dia-a-dia, pela profissão mesmo. Acordo pela manhã e é bom dia, bom dia e não dá um bom dia direito. Então a gente se cobra pra manter sempre esse nosso amor vivo por que é importante. Procuramos sempre reservar um tempinho pra gente nunca deixar de conversar sobre qualquer coisa que esteja incomodando ou qualquer coisa que esteja sendo boa.


Dicas de beleza:
Alimentação: É básica, se você quer manter uma pele bonita e um corpo legal. Verduras e legumes, muita proteína, equilibrando sempre os feculentos. Eu como de tudo, acho que o equilíbrio´é importante na comida. Saber o que você tá comendo, montar o seu prato e isso estou sempre muito atenta. As minhas filhas já fico em cima delas. Ah mamãe quero só isso. Mas cadê a proteína? Tem o carboidrato. Cadê os legumes? e as fibras?. Assim que já vou falando para elas. porque acho que é assim que tem que ser. Tomo muita águia. nao tenho o habito de tomar suco e sim de comer a fruta. Suco só de limão.

Pele:
 Protetor solar pela manhã sempre, não sou de passar no corpo. Uso um creme para dormir e na hora de acordar, cremes não manipulados, que você pode comprar na farmácia ou em lojas de cromestéticos e hidratar, eu bebo muita água.

Cabelo: O cabelo é onde mais gasto, falo sempre que metade do meu salário vai pro cabelo - risos - Porque os produtos são caros, porque são de muita qualidade. Por eu mexer muito no cabelo, penteados, produtos, clareia e escurece, essas coisas todas. Então eu uso um produto que ele é um tratamento que é um shampoo, creme. Um levin para fazer escova e secagem para não prejudicar. Produtos para cabelo que tem tintura, massagens sempre faço em casa mesmo. Não precisa ir no salão, com o próprio produto que vende para fazer hidratação faço em casa na hora do banho.
  
Pensa em fazer cirurgia plástica?
Não, morro de medo de deformar. Até o momento não penso, não sinto necessidade de fazer nada. Gosto de mim do jeito que sou, mas nãoo critico quem faz. Dou até forças para quem tem vontade de fazer desde que esteja dentro do padrão. Nada que vá te modificar. Pra mim, as minhas feições e expressões são muito importante. Agora com meus 50 ou 60 anos, não sei. Mas acho que um botox ajuda muito. 

Já usou botox?
Já usei, tenho muita expressão no rosto. Falo muito com minha testa, com o olho, com a boca. Falo muito e já usei sim, no limite. Nada que me congelasse que a ideia não é essa.


Gostou do resultado?
Gosto muito, acho muito eficiente e te evita por muito tempo de te fazer alguma plastica. Enquanto eu puder ficar só com isso, eu vou ficando. Se eu tiver que mexer mais pra frente, não sei. Preciso pensar muito, pois tenho muito medo.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga