Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Sistema Pirangi vai reforçar abastecimento de Caruaru


folha limoeiro 22:34:00 0

A cidade de Caruaru, no Agreste, está muito perto de receber um reforço de peso no seu abastecimento. O Sistema Pirangi, que vai captar água no rio de mesmo nome, em Catende, na Mata Sul, para incrementar o Sistema do Prata, está na etapa final do seu processo de licitação. No próximo dia 26, será conhecida a empresa vencedora do certame, a mesma que irá tocar as obras. A expectativa da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) é que, a partir da ordem de serviço, todo o sistema fique pronto em, aproximadamente, oito meses. A obra será financiada pelo Banco Mundial, que já garantiu os recursos à Compesa.

O maior ganho da construção do Sistema Pirangi será o aumento da oferta de água para Caruaru, Agrestina, Altinho, Ibirajuba e Cachoeirinha, além de distritos da região. O incremento será de 300 litros por segundo para Caruaru, o que possibilitará a saída do rodízio e a segurança do manancial do Prata. Este passou a atender Caruaru desde que o reservatório de Jucazinho, que era o principal manancial da cidade, atingiu o volume morto, no final de 2015, impondo um rigoroso rodízio a diversas cidades do Agreste. “A partir da retirada sistemática das águas do Rio Pirangi, a Compesa espera dar sustentabilidade ao abastecimento de água da cidade de Caruaru”, apostou o diretor Técnico de Engenharia, Rômulo Aurélio Souza.

O Sistema Pirangi terá uma adutora de quase 27 quilômetros de extensão e duas estações elevatórias para vazões de 300 a 500 litros por segundo. A água irá para a Estação Elevatória do Prata, diretamente para o poço de sucção. A chegada dessa água vai "poupar" a exploração da Barragem do Prata, uma vez que será preciso retirar menos água do reservatório. “Também há a possibilidade de, futuramente, integrar esse sistema ao de Jucazinho, atualmente em pré-colapso, contemplando as cidades hoje atendidas por ele”, explicou o diretor.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga