Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » DONOS DE ESCOLAS USAM CRISE PARA NÃO ATENDER AS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES


folha limoeiro 15:33:00 0

Diante das dificuldades impostas na mesa de negociação pelo Sindicato Patronal, os professores reunidos em assembleia, na última terça-feira, 10 de maio, definiram estratégias de lutas e mobilização para avançarem na pauta de reivindicação da categoria.



A história do Sinpro Pernambuco comprova que só há conquista com muita luta. Os patrões estabeleceram que 2016 será um ano de sacrifícios. Sacrifícios para quem? Claro que para nós trabalhadores! A justificativa é que a crise econômica no país os impede de implementar condições de trabalho justas para aqueles que são os responsáveis pelos lucros que os empresários da educação acumulam.
 Vale salientar que quando a economia vai bem, os trabalhadores são os últimos a beneficiarem, mas quando vai mal são os primeiros a serem prejudicados. O Patronato deslembra o reajuste de 15% aplicado nas mensalidades no início do ano, um índice acima da inflação, com a justificativa de arcar com o pagamento dos educadores.



No entanto, é importante esclarecer para a sociedade que esse aumento não acontece nos salários dos professores.  Os donos de escolas se negam atender as reivindicações da categoria e não apresentaram nenhuma contraproposta à entidade sindical.



Essa crise não é nossa e ela não vai cair na costas dos professores! Não é de hoje que o patrões utilizam de argumentos e desculpas para aumentarem seus lucros.  A crise
econômica é apenas mais uma tática de desmobilização, com intuito de dificultar a nossa luta e não conceder nenhum ponto da nossa pauta reivindicatória. 




A categoria repudia a conduta patronal. Os professores saíram da assembleia e comprometidos a engajar mais colegas na campanha salarial e determinados a lutar para mudar essa realidade.



Uma nova rodada de negociação acontece na próxima segunda-feira. Desde já, uma nova assembleia com os professores está marcada para o dia, 19 de maio, às 9h, nas sedes do Sinpro Pernambuco no Recife, Caruaru e Petrolina.  



Contamos com a presença de todos. É preciso dar um basta
nesta situação!




Educação não é mercadoria e o professor não é objeto!

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga