Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Temporal deixa 900 desalojados em três cidades do Grande Recife


folha limoeiro 21:37:00 0

Foram 800 desalojados em Paulista, 70 no Recife e 30 em Olinda. Chuvas também ocasionaram queda de árvores e acidentes de trânsito.


(Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem)
As fortes chuvas que caíram na Região Metropolitana do Recife desde o início da madrugada desta segunda-feira (30) causaram inúmeros transtornos e muita preocupação e prejuízo, além de quatro mortes. O temporal deixou 800 desalojados em Paulista, 70 na capital pernambucana e 30 em Olinda, segundo as Defesas Civis dos respectivos municípios. [Veja vídeo acima]

Sobre os problemas ocasionados pelo temporal na capital pernambucana, que, da 1h às 7h, recebeu uma chuva de 200 mm, a Prefeitura do Recife divulgou um balanço do que foi registrado pelas entidades municipais. Durante a manhã da segunda-feira, a Defesa Civil do município registrou 53 chamados para vistorias, 31 para colocação de lonas, registrou 46 deslizamentos de barreira, com nove imóveis danificados. Para informações sobre pontos de risco de desabamento ou alagamentos, a população pode ligar gratuitamente para 0800 081 3400.
Deslizamento de barreira em Águas Compridas, em Olinda (Foto: Marlon Costa Lisboa/Pernambuco Press)Deslizamento de barreira em Águas Compridas, em Olinda, município que tem 30 desalojados por conta das chuvas (Foto: Marlon Costa Lisboa/Pernambuco Press)
Por conta das chuvas, aproximadamente 70 pessoas que moram nas margens do Rio Beberibe, próximo ao bairro da Linha do Tiro, foram removidas para a Escola Municipal Paulo VI, onde estão abrigadas e receberam alimentação. Já o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) recebeu 33 chamados no Recife através do telefone 192. Também devido ao temporal, as aulas em escolas, creches e creches-escolas municipais foram canceladas nos três turnos.

De acordo com a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), seis acidentes foram registrados de meia-noite às 11h, todos sem vítimas. Também nesse período cinco semáforos apresentaram problemas e receberam ajustes de manutenção. A companhia também informou que seis guinchos estão em pontos estratégicos para facilitar a desobstrução das vias e podem ser acionados em casos de acidentes ou outros transtornos.
Temporal derrubou árvores na capital pernambucana e em outras cidades da Região Metropolitana do Recife (Foto: Marlon Costa Lisboa/Pernambuco Press)Temporal derrubou árvores na capital pernambucana e em outras cidades da Região Metropolitana do Recife (Foto: Marlon Costa Lisboa/Pernambuco Press)
Segundo a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), foram registradas quedas de árvores na Rua Faustino Porto, em Boa Viagem; Avenida da Saudade, em Santo Amaro; Avenida Santo Dumont, nos Aflitos; Rua Conselheiro Nabuco, em Casa Amarela, e Rua Rio Botafogo, na Guabiraba. Qualquer solicitação pode ser realizada pela Central 156.

Já os serviços no sistema de drenagem, com a desobstrução das galerias, aconteceram em diversos pontos da cidade, como a Avenida Agamenon Magalhães; o entorno da Estação Joana Bezerra; a Rua Epaminondas Cristóvão de Oliveira, nos Torrões; e a Rua Fernando de Noronha, na Várzea.

Jaboatão dos Guararapes
G1 tentou entrar em contato com a Defesa Civil de Jaboatão dos Guararapes para apurar o número de desalojados no município, mas não obteve retorno às ligações. De acordo com balanço da prefeitura, foram registrados 115 atendimentos, sem vítimas fatais, até as 17h. Os maiores números de ocorrências aconteceram nas Regionais Jaboatão Centro, Cavaleiro, Curado e Guararapes.

Das solicitações, 48 foram para reposição de lonas plásticas, 25 registros de deslizamentos de barreiras, 4 desabamentos de muros, 8 deslizamentos de barreiras atingindo residências e 4 desabamentos de imóveis foram contabilizados. A Defesa Civil de Jaboatão registrou ainda pontos de alagamentos, vistorias em árvores, casas e muros totalizando os números divulgados no balanço. Os telefones do órgão são 0800 281 2099 e 3461-3443.
Fonte: G1 Pernambuco

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga