Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Ato de vandalismo na adutora de Palmeirinha impede abastecimento de Surubim


folha limoeiro 11:54:00 0

Atos de vandalismo  impediram que os moradores da cidade de Surubim, no Agreste pernambucano, começassem a  receber  água hoje (27) da Adutora de Palmerinha. A promessa havia sido feita  ontem (26),  pelo governador Paulo Câmara durante  o ato de reativação da   adutora  do antigo Sistema produtor de  Surubim.  Durante os testes de hoje, os técnicos da Compesa perceberam  que havia algo errado  em virtude da queda acentuada da vazão da adutora, fazendo com que a  água não chegasse em alguns pontos. De imediato  foram iniciadas as  vistorias  na tentativa de se encontrar vazamentos na tubulação, fato comum quando do início da operação de uma nova adutora.

Em um trecho da adutora, que  tem 30 quilômetros de  extensão, na zona rural de Bom Jardim, na Mata Norte, em uma área de difícil acesso,  foram localizados esta tarde  dois pontos de estouramento, com distância de cem metros um do outro . Para provocar os estouramentos, os vândalos utilizaram picaretas, evidência observada pelo estado da adutora, cujos tubos foram encontrados amassados de forma bastante suspeita. “Os danos causados à tubulação não deixam dúvidas  de que o ato foi intencional  com o objetivo de evitar a operação da Adutora de Palmerinha, única esperança dos moradores da cidade de Surubim para continuar sendo abastecidos pela rede de distribuição”, afirma o gerente de  Unidade de Negócios da Compesa,  Mário Heitor  Filho. A  Compesa  já está no local para o início dos serviços de reparo e a expectativa é que os testes sejam retomados a partir amanhã (28).



O gerente da Compesa  encontra-se na Delegacia de Bom Jardim  registrando o Boletim de Ocorrência - BO  sobre o fato, que trouxe sérios prejuízos a população de Surubim, que aguardava ansiosa pela operação da adutora, já que a Barragem de Jucazinho, que abastecia o município, está em colapso. Essa adutora que foi reformulada e ampliada  já  foi responsável  pelo abastecimento de Surubim até 2001, quando entrou em operação do Sistema  Jucazinho. O gerente Mário Heitor calcula um prejuízo  financeiro de cerca de R$ 300 mil. “Mas, o prejuízo maior mesmo é a impossibilidade de abastecer a população a partir de hoje, conforme havíamos anunciado”, argumentou  o gerente.


A  Adutora de Palmeirinha, uma tubulação de ferro de 400 mm, está  transportando  água da Barragem  Pedra Fina, no município de Bom Jardim, na Mata Norte, para a cidade de Surubim, de onde será retirada uma vazão de 150 litros de água por segundo. A obra do Sistema Palmerinha é um investimento de R$ 2,6 milhões  e  envolve também a reforma da Estação de Tratamento de Água Buraco do Tatu, em Bom Jardim. A iniciativa foi a forma encontrada pela Compesa e apoiada pelo governo do Estado, para evitar o colapso de abastecimento a cidade de Surubim, ação que irá beneficiar 50 mil pessoas.


A Barragem de Pedra Fina, integra o Sistema Produtor Palmerinha,  está com 80 % da sua capacidade, o que corresponde  a 6,2 milhões de metros cúbicos de água. Essa barragem é responsável pelo abastecimento das cidades de Bom Jardim, João Alfredo, Limoeiro e Orobó. Com a gravidade da crise hídrica na região, a Compesa já está desenvolvendo estudos para  abastecer outras cidades  do Sistema Jucazinho  com água da Barragem de Pedra Fina. A ação irá viabilizar o atendimento as cidades de Toritama, Vertentes, Vertentes do Lério e Santa Maria do Cambucá.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga