Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Ministro Mendonça Filho já liberou R$ 2,68 bi para Pernambuco desde que assumiu o MEC


folha limoeiro 14:56:00 0


Brasília, 9/12/2016 — O ministro da Educação, Mendonça Filho, já liberou um total de R$ 2,68 bilhões para Pernambuco, desde que assumiu a pasta. Desse total, R$ 286 milhões a instituições federais e R$ 119,5 milhões foram destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). A mais recente liberação para o estado foi uma parcela de R$ 25,7 milhões, destinada à manutenção, custeio e investimento de instituições federais de educação superior e à alimentação escolar de estudantes da educação básica, esta semana. Hoje pela manhã, o ministro Mendonça Filho acompanha o presidente da República, Michel Temer, em uma visita ao estado. Na ocasião, o presidente fará a liberação de recursos para a realização de obras de abastecimento na região agreste.
Do montante dessa última liberação, R$ 8,6 milhões foram repassados a seis instituições federais. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) recebeu R$ 2,82 milhões; a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), R$ 1,32 milhão e a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), R$ 1,26 milhão. Ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) foram transferidos R$ 1,97 milhão e ao Instituto Federal do Sertão Pernambucano, R$ 945 mil. A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) contou com R$ 315 mil.
Já as escolas públicas de educação básica do estado atendidas pelo Pnae receberam R$ 17,1 milhões. Esses recursos, de caráter suplementar, beneficiarão 1,7 milhão de estudantes. O Pnae, criado na década de 1990, é executado por estados, municípios e Distrito Federal em todas as etapas da educação básica da rede pública, da creche ao ensino médio. O programa tem por objetivo a oferta de alimentação saudável a estudantes, mas também desenvolve ações de educação alimentar e nutricional.
Os valores restantes, liberados desde 13 de maio, na atual gestão, contemplaram Pernambuco nos programas e ações:
• Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), R$ 24,8 milhões.
• Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), R$ 514,7 milhões.
• Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), R$ 26,5 milhões.
• Plano de Ações Articuladas (PAC), R$ 38,7 milhões.
• Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), R$ 32,4 milhões.
• Salário-educação, R$ 129,6 milhões.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga