Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Bonito sedia encontro sobre a situação das mulheres no seu direito à terra


folha limoeiro 12:46:00 0

O Espaço Feminista dá continuidade à discussão sobre a nova agenda do desenvolvimento sustentável a partir de uma perspectiva de gênero para o território. O encontro desta vez será no município de Bonito, no Agreste pernambucano, no dia 1° de fevereiro, no auditório do colégio Paulo Queiroz. Chamado de Diálogo Local: incorporando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) na luta das mulheres pelo direito à terra, o evento já passou por Recife e Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte.

         De acordo com a diretora do Espaço Feminista, Patrícia Chaves, o objetivo principal do encontro é apresentar e discutir o processo de monitoramento de alguns dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável– ODSs e como o Espaço Feminista e organizações parceiras estão utilizando esse processo para avançar na luta pelo direito das mulheresà terra. “Para este encontro reuniremos diversos grupos organizados de mulheres, representantes de governos locais do Agreste Central e diferentes instituições do Estado de Pernambuco”, comenta.
         Para o Espaço Feminista a possibilidade de fazer o monitoramento dos ODSs a partir do local para o global e de forma sistemática representa não apenas a possibilidade de medir os avanços em termos dos objetivos de desenvolvimento sustentável e suas metas, conforme pactuados. Esse processo também servirá para formar e informar as mulheres e comunidades locais, e possibilitar um dialogo que informe tanto gestores quanto grupos da sociedade civil sobre a implementação das políticas públicas que estão relacionadas ao atingimento das metas.
         Entre os objetivos de desenvolvimento sustentável que estão sendo monitorados estão acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares; acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável; alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas; e tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.
Até 2030, uma das metas é realizar reformas para dar às mulheres direitos iguais aos recursos econômicos, bem como o acesso a propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, serviços financeiros, herança e os recursos naturais, de acordo com as leis nacionais.Ainda entre as metas, estão a garantiaao acesso de todos à habitação segura, adequada e a preço acessível, e aos serviços básicos e urbanizar as favelas; dobrar a produtividade agrícola e a renda dos pequenos produtores de alimentos, particularmente das mulheres, povos indígenas, agricultores familiares, pastores e pescadores.
PROGRAMAÇÃO–Nesta nova etapa doDiálogo Local: incorporando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), um grupo de 40 mulheres urbanas e rurais participarão de uma oficina preparatória em Bonito, nos dias 30 e 31. O encontro contará com a presença de representantes indígenas, quilombolas, sem-terra, agricultoras familiares, trabalhadoras rurais sindicalizadas, moradoras de assentamentos urbanos informais vindas de diversos municípios de Pernambuco, sendo que 10 dessas mulheres serão do território do Agreste Central.
 A oficina contará ainda com a participação de representantes de grupos e redes de mulheres da América Latina (Argentina, Equador, Nicarágua) além de uma companheira de Bahia do município de Pintadas que proporcionará às mulheres um intercambio de experiências focadas na questão da posse segura da terra, da água e dos recursos naturais.
Já no dia 1° será realizado o diálogo para apresentar como estamos usando essa nova agenda para avançar na luta pelo direito das mulheres à terra. Nesse sentido, vamos apresentar e discutir o nosso processo de monitoramento dessa nova agenda e como esse monitoramento pode nos ajudar a melhorar a condição de vida das mulheres – urbanas e rurais, combatendo a enorme desigualdade entre homens e mulheres, especialmente no acesso, uso e controle sobre a terra, a água e os recursos naturais.
O encontro também será feito em Bonito e contará com a presença e a participação das 40 mulheres, das companheiras da América Latina e também de representantes dos governos municipais, representantes do Governo de Pernambuco e de órgãos do Governo Federal, além de representantes dos poderes judiciário e legislativo, universidades e centros de pesquisa e também organizações da sociedade civil que atuam no campo da defesa dos direitos das mulheres à terra e aos recursos naturais.
Entre os nomes que estarão presentes no diálogo estão o presidente do Iterpe, Paulo Lócio; a Secretária da Mulher do Governo do Estado de Pernambuco, Silvia Cordeiro; a gerente de Regularização Fundiária da Secretaria de Patrimônio da União de Pernambuco, Kátia Pires; o prefeito de Bonito, Gustavo Adolfo César; e a Secretária de Políticas para Mulheres da Prefeitura de Caruaru, Maria Perpétua Dantas.

Serviço:
Diálogo Local: incorporando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) na luta das mulheres pelo direito à terra
Quando: Quarta-feira,  1° de fevereiro
Onde: auditório do colégio Paulo Queiroz, em Bonito
Horário: a partir das 9h

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga