Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Especialistas nacionais e internacionais debatem segurança no trânsito e seus impactos na saúde


folha limoeiro 22:44:00 0


A segurança no trânsito e os impactos nos sistemas de saúde são temas do seminário promovido pelo CONASS nesta terça (25) e quarta-feira (26), em Brasília, com a presença de especialistas nacionais e internacionais.

O presidente eleito do CONASS, secretário de Estado da Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, enfatizou que a temática escolhida foi muito discutida pelos secretários estaduais de saúde, pois apesar de todos os esforços, as mortes no trânsito não diminuem e trazem impactos contundentes na saúde do povo brasileiro. “Essa é uma verdadeira guerra que precisa ser enfrentada de forma transversal, ouvindo experiências de outros países, além claro, de termos ações vetoriais na área da saúde dentro do nosso legislativo”, observou.
O autor do estudo “Mapa da Violência 2013: Acidentes de Trânsito e Motocicleta”, Julio Jacobo Waiselfisz, trouxe informações relevantes sobre a situação do trânsito no Brasil. Segundo ele, foram registradas no Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS), 43 mil mortes e um número estimado de 490 mil acidentes com vítimas que ocasionaram diversos tipos de lesões em 580 mil pessoas, das quais 200mil tiveram que ser internadas. “Esses números mostram que a situação é séria e tende a piorar se as condições atuais persistirem”, concluiu.
 Professor de Criminologia da Universidade de Montreal, Ethienne Blais, observou que no Quebec foram trabalhadas diversas problemáticas sempre a partir de ângulos diferentes. Primeiro nós identificamos os problemas, depois os tratamos, mas sempre contando com a participação da governança, a partir de parcerias que podem ser criadas. Não podemos economizar recursos para melhorar essa problemática. Essa questão está no centro da agenda de vários ministérios e parceiros envolvidos no enfrentamento dessa questão que é a segurança no trânsito”, observou.
Já a coordenadora do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes do Ministério da Saúde de Portugal, Gregória Paixão Von Amann, destacou algumas ações de combate à insegurança rodoviária tomadas pelo governo português, como a implementação do Plano Integrado de Segurança Rodoviária, o Código de Estrada, Decretos lei e regulamentos, uso de cinto de segurança e capacete,  entre outros. “Toda essa legislação foi acompanhada de campanhas de informação e sensibilização da população portuguesa”, completou.
A evolução da segurança no trânsito na França foi apresentada pelo pesquisador do Instituto Francês das Ciências e Tecnologias dos Transportes, Terras e Redes da França, Jean- Pascal. Ele falou sobre a curva crescente nos números no mundo todo e ressaltou que questões políticas e econômicas não ajudam na melhora dessa ascendência. De acordo com Pascal, existe no país um comitê interministerial de segurança no trânsito que trabalha com educação, campanhas e pesquisas. “Na França, a centralização é um problema que dificulta as decisões no país e por isso é importante termos atores locais que registram documento e planos. Temos também comissões e dentre elas uma que trabalha questões de saúde, álcool, drogas e envelhecimento, portanto, temos várias ações para acelerarmos nosso progresso nesse sentido”, enfatizou.
seminario2A experiência da Espanha, apresentada pelo chefe da Unidade de Ordenação Normativa da Direção Geral de Tráfego da Espanha, Francisco Javier Villalba, mostrou que para reduzir as mortes é imprescindível lidar com questões como álcool e drogas, sansões legais e aumento do número de controle das blitz que dão ao motorista a percepção de que álcool e drogas podem leva-los a serem punidos. Assim como os demais palestrantes, Villalba enfatizou a importância das campanhas de conscientização da população. “É importante comunicar os acidentes e transmitir à sociedade mensagens de prevenção, uma vez que os meios de comunicação não abordavam o assunto de forma correta. Temos todos de trabalhar no mesmo sentido, pois sozinhos não podemos fazer nada”, concluiu.
O ministro de Estado da Saúde, Ricardo Barros, também esteve presente no seminário. Segundo ele, os acidentes de trânsito são a segunda ocorrência que gera atendimento nos serviços públicos de saúde. “Queremos fazer essa política de controle de acidentes de trânsito seja uma ação prioritária do governo. Temos vários atores trabalhando nesse processo, mas precisamos melhorar de forma significativa a prevenção. São custos elevados e recursos que poderiam ser utilizados de forma mais adequada”, disse.
O Seminário Internacional sobre Segurança no Trânsito continua amanhã com a presença de autoridades nacionais e será transmitido ao vivo pelo site do CONASS – www.conass.org.br.
Confira a programação:
CONASS Debate – Seminário Internacional sobre Segurança no Trânsito
26 DE ABRIL DE 2017/ QUARTA-FEIRA
9h – A experiência do estado de Pernambuco no combate à morbimortalidade dos acidentes de trânsito
Palestrante: José Iran Costa Júnior, secretário de Estado da Saúde de Pernambuco
09h40 às 10h – Debate
10h – O impacto dos acidentes de trânsito no sistema de saúde
Palestrante: Antônio Carlos F. Nardi, secretário executivo do Ministério da Saúde do Brasil
10h40 às 11h – Debate
11h – Intervalo
11h15 – A ação do legislador na defesa e promoção do Trânsito Seguro
Palestrante: Jerry A. Dias, assessor Parlamentar do Deputado Federal Hugo Leal, presidente da Comissão Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro
11h55 às 12h30 – Debate
12h30 às 13h – Síntese, comentários finais e encerramento

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga