Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Surto alimentar: o que devemos fazer para evitar doenças


folha limoeiro 19:39:00 0

No Brasil foram registrados 133 surtos alimentares, com 1024 pessoas doentes

Nem sempre preparar as refeições em casa é sinônimo de segurança alimentar. Assim como nos restaurantes, casos de surto alimentar em comidas caseiras já foram diagnosticados em decorrência da falta de noções básicas de higiene no manuseio dos alimentos. Outro fator identificado é a manutenção e organização dentro da geladeira, pois ela é a responsável por conservar os alimentos, abaixando sua temperatura. Em temperaturas ambiente, o crescimento de germes e  as reações inerentes aos alimentos acontecem mais rapidamente, ao contrário do frio,  que adormece estes germes e estas reações, principalmente, os que causam doenças.
Segundo o blog Food Safety - baseado em dados da vigilância epidemiológica até maio de 2017 -, foram registrados no Brasil 133 surtos alimentares, com 1024 pessoas doentes. Para combater a proliferação desses microrganismos indesejados, evitando que eles desencadeiem sintomas de doenças, deve-se criar o hábito de manter as superfícies limpase higienizadas com água quente, cloro ou álcool 70%, além de respeitar o tempo de exposição do alimento às temperaturas. Outro detalhe, que também faz a diferença, são os recipientes limpos e fechados. Eles devem ser os bons aliados na hora do armazenamento.
De acordo com a gestora do curso e nutrição da Universidade Salgado e Oliveira, Janusa Vasconcelos, o indicado é respeitar a escala de frio e separar os alimentos em porções para o uso imediato. “Devemos começar com a retirada do pote do congelador para depois colocar nas prateleiras da geladeira mais frias (próximas ao congelador) isso é o mais recomendado. Em seguida, devemos baixar o alimento dentro da geladeira (prateleiras do meio) e depois retirar da geladeira para uso”, explicou, completando que se a utilização for imediata, devemos optar pelo microondas, com a função específica. Tanto no descongelamento na geladeira, quanto no microondas, o tempo será determinado pelo volume de alimento.
Para seguir os procedimentos, como mando o figurino, é recomendado prestar atenção nas orientações de cada fabricante, bem como evitar colocar com as embalagens que vieram do supermecado. Caso o armazenamento dos alimentos seja feito de forma inadequada, o material pode dificultar a passagem do frio. Se for usar a embalagem original, no caso das bebidas, deve sempre lavar em água corrente e com detergente neutro para evitar sujar a geladeira com microrganismos externos. Ainda de acordo com Janusa, a porta da geladeira é o lugar que requer maiores cuidados, pois é onde ocorre a maior alteração de temperatura.
Devemos evitar alimentos muito perecíveis como leite e queijos. As frutas e verduras podem ser acondicionadas em recipientes plásticos limpos ou bolsas específicas para isso, de preferência sanitizados (água+ cloro) ou pelo menos lavados. Já os ovos podem ser guardados na geladeira, porém devem ser lavados em água corrente e só utilizar detergentes neutros no momento do uso”, conclui.



«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga