Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Coluna Politica com Alfredo Neto: Marinaldo Rosendo mantém distanciamento de Limoeiro


folha limoeiro 22:15:00 0




O empresário e deputado federal Marinaldo Rosendo (PSB) deve seguir os passos do senador Fernando Bezerra Coelho e deixar o partido socialista. Amigo pessoal do ex-governador Eduardo Campos (morto em acidente aéreo durante campanha presidencial em 2014), o deputado não teria o mesmo entrosamento e grau de intimidade com o governador Paulo Câmara (PSB). Sem muito espaço no PSB, Rosendo deve bater o martelo nos próximos dias. Há quem aposte no PSDB como partido de destino. Isso seria bom ou ruim aos olhos das bases eleitorais? A resposta só o tempo dirá. Mas por falar em base, o nome dele no município de Limoeiro passa longe de uma boa aceitação.

Apresentado em 2014 pelo grupo do atual prefeito Joãozinho (PSB) como a esperança de desenvolvimento para a cidade e a região, Marinaldo foi o segundo mais votado em Limoeiro e passou da casa dos 5 mil votos, pisando poucas vezes na cidade. O currículo de dono da distribuidora da Schin e de empresário de sucesso foram o tom da campanha. Mas após a vitória, ele não retornou à Limoeiro nem para agradecer os votos e, isso, está atravessado na garganta de muitos. Esse distanciamento continua sendo uma interrogação. O deputado nunca foi visto em nenhum evento em Limoeiro, muito menos notícias de emendas ou coisas do tipo. Do próprio prefeito e dos vereadores da gestão anterior que levantaram a bandeira dele, o que sai agora é silêncio.

Luz Alta – Depois de aparecer em fotos com os dois grupos políticos que disputavam a prefeitura de Limoeiro e terminar não sendo candidato a nada nas eleições municipais de 2016, o músico Ivan Ruy (PPS) tenta voltar ao cenário político, com olhos para 2020. Entre as estratégias, continua a de trocar lâmpadas queimadas na cidade. Essa ação passou a ser o cartão de visita dele.

O velho ou o novo? – Depois de perder as eleições em Passira, o agora grupo da oposição está à procura de um líder. Há quem diga que o ex-prefeito Severino Silvestre (PSDB) possa voltar a concorrer ao Executivo, mas muitos apostam que só dá certo se aparecer um nome mais novo. A debandada de vereadores para o grupo da prefeita Renya Carla (PP) desestruturou Silvestre, que pode perder espaço na majoritária para algum vereador mais jovem.

Federal – O filho do deputado estadual Guilherme Uchoa (PDT), Guilherme Uchoa Júnior, também chamado de “Júnior Uchoa”, tem articulado bases para fortalecer sua possível candidatura ao cargo de deputado federal em 2018. Com o aval do pai, que preside a Assembleia Legislativa de PE, Júnior tem “paquerado” com um grupo político de Limoeiro. Nos corredores da ALEPE seria o do ex-vereador Zé Nilton (PR). Mas nem Zé nem seus seguidores confirmam nada.

Rapidinhas

Vai ou fica? – Rolou nas esquinas de Limoeiro que o vereador Marcos Sérgio (PSD) estaria indo para o grupo do prefeito Joãozinho (PSB). Pelo discurso nas últimas reuniões, inclusive, afirmando que falta transparência na gestão, ele deve ficar na oposição.

Micaeiro – Depois de anunciar no Forró da Ressaca da Cohab que voltaria a realizar o Carnaval fora de época de Limoeiro, o deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) não falou mais sobre o assunto. Será que vamos ter surpresa?


Fogo e fumaça – Na eleição para presidente da Câmara de Limoeiro, o atual Juarez de Convales (DEM) vai concorrer com carga total da situação?

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga