Select Menu
Select Menu
Image and video hosting by TinyPic

Noticias de ultima horas

Cidade

Noticias da Região

EDUCAÇÃO E SAUDE

CULTURA E ESPORTE

Mundo e Brasil

Estado

Politica

CÂMARA DE VEREADORES DE LIMOEIRO

» » Professores da rede municipal inquietos com os salários atrasados após receberem em dia há mais de dez anos


folha limoeiro 22:22:00 0

foto da internet

Professores municipais de Limoeiro, andam inquietos com o atraso de seus proventos de dezembro, após vários anos terem recebidos religiosamente em dia. A informação que já foi repassada ao município, a segunda parcela do FUNDEB, deixa os professores ainda mais indignados e preocupados para que não passe a ser uma bola de neve os seus futuros salários. Os professores chegam a dizer que estão em um processo de retrocessos na suas políticas salariais conquistada até o ano de 2017.

A insastifação e exposta e debatida entre os que defendem a gestão, e os que se sentem prejudicados pela mesma em um Grupo de Whatsapp. O Grupo foi criado para os professores de Limoeiro Municipais/estaduais terem conversas normais de sala de aula. Mais nos últimos dias, as conversas são bastantes calorosos a ponto de cobrarem uma posição do sindicato da categoria, o Simpro que segundo alguns andam em silencio.

Nos debates os professores chegaram a lembrar que a ultima vez que receberam seus proventos atrasados, foi na gestão de José Arthur e que a partir dos governos, Luiz Heraclio, Luiz Raimundo, Ricardo Teobaldo e Thiago Cavalcanti, os pagamentos do município passaram a ser pagos religiosamente em dia, inclusive no mês de dezembro Décimo e salário do mês, no Maximo até o dia 30/31 de cada mês.

Segundo as informações o Secretario de educação, o Professor Luiz Gonzaga, esteve em uma reunião nesta quinta feira(04), com o prefeito João Luiz (PSB), na tentativa de uma solução para a situação em que esta os professores e profissionais da educação. A Secretaria executiva de Imprensa em Resposta ao Radialista e Blogueiro, Alfredo Neto, a gestão tem até o 5 dia últi do mês, em conformidade a lei para o pagamento, a mesma prerrogativa que o governo do estado tem usado, após a pose do atual Governador Paulo Câmara (PSB).

O Simpro se pronunciou no grupo dos professores durante a tarde de Hoje onde deixou a seguinte mensagem aos professores.

Boa tarde, a tod@s!

Diante da inquietação sobre respostas, lembro a todos o quanto à situação para os servidores públicos, especialmente os da educação, está complicada é apenas com unidade e bastante luta poderemos manter Direitos.

O Sindicato e a comissão de base  foi até dezembro insistentemente  cobrar ao executivo as pautas ainda em atraso.

A justiça (MPPE) ficou ao lado da gestão no ponto sobre os dias letivos.
Por lei, a prefeitura ainda não atrasou o salário (pois ele tem até o 5 dia útil do mês subseqüente).

Nesta conjuntura faço algumas ponderações:

1 - a categoria prefere uma assembléia nas férias ou no primeiro dia letivo?

2 - as ações devem ser pensadas com estratégia e com metas tanto financeira quanto pedagógica. Quais as políticas educacionais a categoria irá defender?

3 - Sobre o Fundão, a questão é Nacional e tem outro ator (judiciário) que não temos controle.

Existe ações sindicais que não necessita ser publicizada, principalmente em respeito aos (professores defendidos) envolvidos.
Estamos abertos ao diálogo para ações coletivas.
Atenciosamente,

Magna Katariny

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga