Headlines

EDUCAÇÃO E SAÚDE

CÂMARA DE LIMOEIRO

CULTURA POLITICA E REGIÃO


Conheça Limoeiro

» » SES recebe curso do Ministério da Saúde sobre manejo clínico da tuberculose

Treinamento é baseado em novo manual de recomendações para a doença

A Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou a tuberculose, doença infectocontagiosa, como um problema de emergência mundial de grande magnitude. Os percentuais de cura e de abandono preconizados pela entidade são de 85% e 5%, respectivamente. Em Pernambuco, as taxas registradas, em 2016, foram de 71,4% e 8%. Os números ainda são preocupantes e reforçam a necessidade de conscientização por parte da sociedade. Com o objetivo de sensibilizar os profissionais de saúde da rede, o Programa Estadual de Controle da Tuberculose, em parceria com o Ministério da Saúde, inicia nesta quarta-feira (29/08) o Curso de atualização em manejo clínico adulto e pediátrico da tuberculose. O treinamento acontecerá até a próxima sexta-feira (31/08), das 9h às 17h, no auditório da Secretaria Estadual de Saúde (SES), no Bongi. 

A capacitação, baseada no novo manual de recomendações sobre a doença compilado pelo Ministério, será ministrada por consultores do Programa Nacional de Controle da Tuberculose. "Nós precisamos sensibilizar esses profissionais em relação à alta incidência de casos de tuberculose em Pernambuco. O treinamento será todo voltado para a clínica médica, com enfoque no diagnóstico correto da doença e nas mudanças na conduta do tratamento", pontua a coordenadora do Programa Estadual de Controle da Tuberculose, Cândida Ribeiro. 

O treinamento será divido por módulos. Entre os temas abordados estão infecção latente da tuberculose; resistência e falência do tratamento; além de principais comorbidades relacionadas. O primeiro dia de palestras será voltado para particularidades da tuberculose pediátrica, enquanto no segundo e terceiro dia da atualização, o enfoque será no manejo clínico do paciente adulto.  

São esperados mais de 100 profissionais por dia de treinamento, a capacidade máxima do auditório da SES. O público-alvo do curso são médicos com perfil de multiplicador que atuem na Atenção Primária e nas Referências Secundárias das Regiões de Saúde; médicos que atuam no Sistema Prisional; e pneumologistas e infectologistas no âmbito dos Hospitais Gerais, Unidades Pernambucanas de Atendimento Especializado (UPAEs) e Serviços de Atenção Especializada (SAE). 

A doença - A tuberculose é uma doença curável que afeta, principalmente, os pulmões. A enfermidade é transmitida pelo bacilo de Koch. A forma pulmonar bacilífera (contagiosa) é a mais relevante em saúde pública por ser a responsável pela manutenção da cadeia de transmissão. A busca ativa do paciente sintomático respiratório constitui-se na principal estratégia de controle da tuberculose, uma vez que permite a detecção precoce das formas pulmonares. 

O tratamento da doença é disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nos postos de saúde e dura, em média, seis meses. A boa adesão à medicação evita que o paciente transmita a doença ou desenvolva formas mais graves da enfermidade. Em 2017, Pernambuco registrou 4.650 casos de tuberculose.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply